terça-feira, 9 de novembro de 2021

(Conteúdo para Médicos e Nutricionistas) - Dor muscular, como a Nutrição pode te auxiliar ? Por Prof. Valentim Magalhães

A dor muscular de início tardio (DMIT) tem como característica o início cerca de 24-72h após o exercício e é induzida pelo dano muscular gerado durante a atividade. Normalmente é causada por estímulos diferentes no treino (exercícios não habituais) e resulta em dor, inflamação, função muscular reduzida e costuma ter uma intensidade maior em indivíduos iniciantes.

O dano muscular que acompanha a DMIT normalmente também causa alterações de alguns marcadores bioquímicos, como creatina quinase (CK), lactato desidrogenase (LDH) e mioglobina, que extravasam da célula muscular para o sangue. Por isso, ao realizar um exame de sangue próximo a um treino intenso, é natural que esses marcadores estejam alterados (o que não necessariamente significa que foi um treino bom).

Esses desfechos negativos podem causar desconforto e prejudicar o desempenho subsequente ou a qualidade do treinamento, particularmente em indivíduos que têm tempo limitado para se recuperar entre as sessões de treinamento ou competições.

A nutrição é aliada no controle da DMIT e ganhou muita atenção na literatura nos últimos anos, entre algumas das estratégias destacam-se:

Frutas: a utilização de frutas/sucos de frutas como cereja, uva, melancia e laranja possuem grande capacidade antioxidante devido a presença de antocianinas (cereja e uva), citrulina (melancia) e vitamina C (cereja e laranja). Em conjunto, essas frutas tem mostrado benefícios como diminuição da DMIT, marcadores de dano muscular e inflamação.

Suplementos: foram descritos como eficientes a creatina e ômega, devido a ação anti-inflamatória; as proteínas, por aumentarem a síntese proteica e recuperação muscular; a Vit D por contribuir no remodelamento muscular e a cafeína por modular a dor ao se ligar no receptor de adenosina.

Ervas: mais recentemente também foi investigado o uso de plantas como gengibre, chá verde, cúrcuma, ginseng e rhodiola rosea. Todas atuam modulando a inflamação e possuem potencial efeito positivo no controle da DMIT.

Vale lembrar que antes de estratégias pontuais, como suplementos ou algum alimento especifico, é necessário cuidar da base: padrão alimentar, hidratação e sono.
 

Referência: Harty PS, Cottet ML, Malloy JK, Kerksick CM. Nutritional and Supplementation Strategies to Prevent and Attenuate Exercise-Induced Muscle Damage: a Brief Review. Sports Med Open. 2019 Jan 7;5(1):1. doi: 10.1186/s40798-018-0176-6. PMID: 30617517; PMCID: PMC6323061.

Autor: Prof. Valentim Magalhães

Nenhum comentário:

Postar um comentário