domingo, 24 de outubro de 2021

(Conteúdo para Médicos e Nutricionistas) - Dieta rica em vegetais e pobre em carboidratos melhora diabetes tipo 1 e tipo 2

 Uma dieta rica em vegetais e pobre em carboidratos – a chamada dieta de baixo índice glicêmico – está associada a benefícios clinicamente expressivos, além dos oferecidos pelos medicamentos para tratar o diabetes tipo 1 e tipo 2, em comparação a uma dieta hiperglicêmica, de acordo com os resultados metanálise publicada recentemente.

O estudo contou com 27 ensaios clínicos randomizados e controlados, com o total de 1.617 participantes adultos com diabetes tipo 1 ou 2 moderadamente controlado com hipoglicemiantes ou insulina. Todos os ensaios clínicos incluídos avaliaram os efeitos de uma dieta com baixo índice glicêmico ou com baixa carga glicêmica em pacientes com diabetes durante um período de três semanas ou mais. A maioria dos pacientes dos estudos tinha sobrepeso ou obesidade.

Os desfecho primário do estudo foi a variação de hemoglobina glicada e os desfechos secundários incluíram outros marcadores de controle glicêmico (glicose de jejum, insulina de jejum); lipídeos sanguíneos (LDL, HDL, colesterol não HDL, apo B, triglicérides); adiposidade (peso corporal, IMC, circunferência da cintura), pressão arterial e inflamação (proteína C reativa).

Em geral, em comparação às pessoas cuja alimentação têm um índice glicêmico mais elevado, os que seguiam dietas hipoglicêmicas:

Reduziram hemoglobina glicada (diferença média −0,31% (intervalo de confiança de 95% −0,42 a −0,19%), p <0,001);
Reduziram glicemia de jejum, LDL, colesterol não HDL, apo B, triglicérides, peso corporal, IMC, pressão arterial sistólica e PCR (p <0,05);
Não foram observadas diferenças significativas entre em termos de níveis séricos de insulina, HDL, circunferência abdominal ou pressão arterial sistêmica.
De acordo com os autores, esta metanálise de estudos recentes deve respaldar a recomendação da dieta hipoglicêmica, particularmente para os pacientes com diabetes, mas observam que para determinar se essas pequenas melhorias nos fatores intermediários de risco cardiometabólico observadas com as dietas de baixo índice glicêmico se traduzem na diminuição da ocorrência de doença cardiovascular, nefropatia e retinopatia entre os pacientes com diabetes, são necessários ensaios clínicos randomizados maiores.

Referência
Chiavaroli L, Lee D, Ahmed A, et al. Efeito do baixo índice glicêmico ou padrões dietéticos de carga no controle glicêmico e fatores de risco cardiometabólico em diabetes: revisão sistemática e meta-análise de ensaios clínicos randomizados [a correção publicada aparece no BMJ. 26 de agosto de 2021; 374: n2114]. BMJ . 2021; 374: n1651. Publicado em 4 de agosto de 2021. Doi: 10.1136 / bmj.n1651

Autor: Prof. Dr. Dan Linetzky Waitzberg

Nenhum comentário:

Postar um comentário