sexta-feira, 28 de maio de 2021

Melhorando a glicemia do paciente diabético

 Controlar o diabetes: A alimentação se torna uma das grandes preocupações das pessoas quando elas são diagnosticadas com diabetes.


E a recomendação para esses pacientes de seguirem uma dieta específica não é à toa, pois, em pessoas diabéticas a produção de insulina é baixa ou mal utilizada. Por isso, ao comer certos alimentos- como carboidratos, ou aqueles ricos em açúcar e frutose- em excesso, a pessoa pode elevar muito os níveis glicêmicos no sangue, e agravar seu quadro diabético.

Além disso, quando a causa do diabetes é a obesidade, a dieta e alimentação adequada é ainda mais fundamental. Uma vez que a pessoa com um quadro dessas duas doenças associadas – obesidade e diabetes- perde gordura visceral através de uma boa dieta, o organismo dela se torna também menos intolerante à insulina e, por consequência, os níveis de glicemia diminuem.

Outro ponto a se destacar é que quando falamos em “dieta”, não é o mesmo que regimes da moda, mas sim um modo de comer planejado, que deve ser orientado profissionalmente, a fim de controlar a diabetes.

Mas e quando você faz várias restrições na dieta, tira todos os doces, e mesmo assim não consegue controlar a doença?

Algumas dicas para melhorar o controle glicêmico
 
1 – Um plano de alimentação, no caso dos diabéticos, é uma necessidade primordial para o controle e tratamento da condição.

Por isso, essas pessoas devem contar com a ajuda de um nutricionista, que poderá passar uma dieta individualizada para elas, que esteja de acordo com seu peso, sexo e idade. Sempre com o objetivo de evitar ou minimizar as flutuações extremas de glicemia, mas incluindo todos os nutrientes que essa pessoa precisa ter em sua alimentação. 

Dessa forma, apesar das restrições necessárias, ela não deixará de ter uma dieta prazerosa. E, com devida orientação, poderá até mesmo, eventualmente e na quantidade correta, consumir alimentos doces e com açúcar.

2 – Medir a glicemia antes e após as refeições é outra atitude que pode ajudar muito a controlar o diabetes através da dieta. Mas essa medição só deve ser feita com indicação de seu médico, por isso, converse com ele antes para confirmar se você pode e deve realizar esse controle glicêmico.

Os períodos anterior e posterior às refeições são chamados de pré e pós-prandial. Medir a glicemia nesses períodos ajuda a perceber como determinados alimentos consumidos a cada refeição podem interferir no seu nível glicêmico. Dessa forma, o paciente terá uma melhor consciência sobre o que deve mais evitar para manter o controle do diabetes.
Essa técnica também vai ajudar na recomendação da dosagem de insulina que o médico irá recomendar.

3 – Para um melhor controle do diabetes através da dieta, é ideal que os pacientes também também associem a alimentação adequada com a prática regular a de atividade físicas.
Estudos referenciados nas Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes apontam que exercícios físicos que aliam treinamento de resistência e aeróbicos são capazes de diminuir o nível de glicose no organismo em cerca de 0,77% após 12 semanas.

Mas é necessário que, antes de iniciar a prática, o diabético consulte o médico que poderá avaliar qual é o melhor exercício para ele, de acordo com as particularidades do seu quadro clínico.
Além de tudo isso, é necessário lembrar que o diabetes é uma doença crônica e progressiva. Por isso, o uso de remédios recomendados pelo médico pode ser necessário e é algo que vai auxiliar o controle da doença, a fim de evitar complicações.

Vale lembrar também que restrições por conta própria, especialmente no caso dos diabéticos, não são recomendáveis. O paciente não tem o conhecimento necessário para restringir sua dieta, podendo até mesmo entrar em prejuízo nutricional por conta disso.

Autor: Dr. Leônidas Tavares Silveira - Médico Nutrólogo e Endocrinologista. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário