domingo, 27 de outubro de 2019

Mulheres com testosterona baixa. Seria uma epidemia? ⁣


Nunca antes visto, a quantidade de tal “diagnóstico” ecoa pelo mundo feminino na atualidade. Muitas, já “contaminadas” pela nova epidemia, exigem em consulta a solicitação de testosterona como exame de rotina. ⁣
E procede esse rastreio hormonal em nossas mulheres? Não. 🤦🏻‍♂️⁣
Inicialmente, vamos esclarecer fatos:⁣
O exame de testosterona apresenta um ensaio químico (processo analítico laboratorial) que tem a capacidade de detectar um limiar específico desse hormônio. Ou seja, o exame só tem precisão de avaliar a quantidade de testosterona em níveis mais altos. ⁣

Simplificando: Marcador de combustível nos carros antigos. Tanque vazio, luz de alerta acessa! Coloco 10 reais. Luz apaga? Não. 20 reais? Também não. 30 reais? Não. Até que em um determinado valor de dinheiro eu consigo “dosar” a quantidade de gasolina. Ou seja, enquanto eu não atinjo o “limiar” de quantidade de combustivel para sair da reserva (e a bendita luzinha apagar) eu não consigo saber o quanto existe naquele tanque. O combustível é a testosterona e o tanque é o ensaio clínico. ⁣

Hoje, os carros mais modernos conseguem fazer essa leitura precisa da quantidade de combustível, porém os ensaios clínicos não chegaram a essa evolução 🤷🏻‍♂️.

Sendo assim, não se solicita exame de testosterona de rotina para mulheres pois vai vir baixa!!!! E isso não significa que ela tem testosterona baixa (a não ser que seja comparadas a homens né pessoal? Embora muitas desejem chegar a níveis de testosterona masculinos - e algumas chegam- isso está longe de ser saudável)⁣

Quando se solicita testosterona para mulheres? Naquelas que apresentam síndromes hiperandrogênicas (ovários policísticos, hiperplasia adrenal, tumores ovarianos). E nesses casos a leitura do exame é fidedigna? Sim! Pois há produção excessiva dos hormônios masculinos nessas situações [por motivo de doença] a ponto de atingir o limiar de leitura do exame e o resultado ser preciso. ⁣
Alguns médicos adoram pedir testosterona para todas mulheres em consulta. Por qual motivo? Pois vai vir baixa (por uma falha de exame) e o convencimento para sua paciente usar fica muito mais fácil. Pense nisso!

Autor: Dr. Caio Villaça Carneiro - Médico endocrinologista em Sorocaba - SP

Fonte: https://www.facebook.com/endo.caio/photos/a.225174748355519/311674566372203/?type=3&theater

Nenhum comentário:

Postar um comentário