quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Como se portar diante das comidas natalinas ?

Vídeo que a nutricionista Ana Carolina Pereira Costa gravou com a jornalista Daiana Garbin, sobre como comer em paz nas festas de final de ano!




3 DICAS PARA NÃO TER MEDO DAS FESTAS DE FIM DE ANO

As dicas abaixo foram inspiradas em um newsletter da nutricionista Nathália Petry do site De bem com o prato

1) Não tenha medo de comer

Um dos grandes medos no Natal e Reveillón é se descontrolar diante da ceia e com isso acabar comendo em grande quantidade, de forma descontrolada, ou até mesmo tendo uma compulsão alimentar. Tente tirar esses pensamentos de medo da sua cabeça. Também não fique repetindo aquele mantra tão conhecido "se controle, se controle, não pise na jaca", pois isto também só aumenta sua ansiedade. Pelo contrário, mantenha a calma, a tranquilidade, a alegria do momento! Observe os pratos que estão sendo servidos e comece a pensar quais deles estão te despertando um desejo ele comer. Se sirva com calma, deguste e saboreie casa mordida. Foque em ter prazer em comer e também na convivência com as pessoas que estão ao seu redor.

2) Não trate o Natal como uma brecha na dieta

 "É só hoje, no natal, pode". É comum que as pessoas já fiquem ansiosas antes da ceia e já tragam esses pensamentos aliviantes e permitivos. Isto é, ao fazer esse pensamento, você está se dando uma permissão temporária de comer. E ao ser temporária, sua mente subentende que no futuro haverá privação de novo. Ou seja, a hora de comer é agora! É claro que com a sua mente funcionando assim, você irá comer mais do que comeria normalmente e provavelmente até se sentir estufado ou ter uma compulsão alimentar. Afinal, a hora é agora, você tem que aproveitar! Pelo contrário, todo dia pode, você não é proibido (por lei) de comer nada, tudo é permitido. Não faltará comida no planeta. Elimine essa mentalidade da dieta e da restrição e pense que você pode comer o quanto quiser e quando quiser! Você não precisa comer até morrer, afinal é provável que nos dias seguintes você até tenha sobras daquela refeição. Então, coma com tranquilidade, prazer, com calma e degustando!

3) Não compense, você não precisa disso

 “Vou fazer um almoço leve hoje, por causa na ceia do Natal”. É comum em dias de ceia farta, as pessoas tenham esse desejo de fazer uma compensação. Seja uma compensação prévia (ficar de jejum o dia todo, pular refeições, comer pouco) ou uma compensação posterior (se exercitar muito, fazer jejum no dia seguinte). Estas compensações farão com que você tenha a mesma mentalidade de permissão temporária dita no item 2. Isto é, “eu posso comer tudo agora, pois eu compensei” ou “amanhã eu vou compensar”, ou “em janeiro eu vou compensar”. Assim novamente, você irá comer mais do que o necessário. Pronto, o seu terror de natal estará acontecendo. Faça diferente. Coma normalmente nos dias que antecedem a ceia, assim como nos dias seguintes. Você não precisa compensar nada! Mesmo que você tenha comido um pouco a mais na ceia (o que não é algo anormal, afinal podemos ultrapassar a nossa saciedade por vários motivos, como sabor muito gosto o fato de ser um momento especial), seu corpo é totalmente capaz de lidar com isso! Nosso corpo sabe lidar muito bem com excessos e também lidar com os dias que comemos de menos. Afinal nós não comemos igual todos os dias!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget