sexta-feira, 20 de setembro de 2013

High Fructose Corn Syrup – Xarope de Milho com Alto Teor de Frutose

Você conhece o HFCS ou, xarope de milho rico em frutose?


Pode até não conhecer, mas com certeza consome quase que diariamente. Pois, ele esta presente, em sucos, geleias, refrigerantes, doces, frutas enlatadas, cereais, entre outros.

Há algum tempo atrás a associação de refinadores de milho dos EUA realizou uma grande campanha publicitária dizendo que, o HFCS seria um adoçante natural feito a partir do milho e que traria benefícios se consumo com moderação.

Pois bem, o processo inicia-se com o grão de milho (produzido em monoculturas que, precisam de maiores doses de agrotóxicos que, além de serem prejudiciais a saúde destroem o solo e as águas e, na maioria das vezes são milhos transgênicos), girado em centrifugas combinados a três enzimas: alfa-amilase, glucoamilase e xilose isomerase, formando assim uma calda grossa, que é a forma mais doce e barata de se produzir açúcar e que, obviamente não tem nada de natural.

 Por isso é tão utilizado em produtos processados, ele substitui outras forma de açúcar, inclusive em pães de redes de fast food.

Quanto a consumi-lo com moderação?

Isso é impossível, ele interfere no metabolismo de seu organismo fazendo com que você não consiga para de comer, pois, ele diminui a secreção de leptina que é um hormônio essencial que informa que você deve parar de comer, é o hormônio da saciedade.

Por isso, o HFCS está intimamente associado a obesidade. Um dos muitos estudos a seu respeito, demonstrou que ratos alimentos com HFCS ganharam gordura 300% mais rápido do que ratos alimentos com uma dose igual ou pouco maior de outros tipos de açúcares.

É não é só a gordura corporal o problema, ela pode se depositar em suas veias, artérias e coração também, o que eleva as taxas de trigliceridos, HDL e pressão arterial.

Outro risco de seu consumo é o desenvolvimento de diabetes, que pode ser evitada pela redução no consumo de refrigerantes, bebidas energéticas e fast foods por exemplo.

Outro órgão afetado é o fígado, local onde o HFCS é metabolizado. Quando combinado com uma vida sedentária a capacidade deste órgão de eliminar toxinas pode diminuir e ainda causar esteatose (acumulo de gordura).

Mas só o HFCS? E os outros açúcares?

A diferença é que o HFCS já está separado e pronto para ser absorvido, caindo mais rapidamente na corrente sanguínea. E como evitar a frutose então? Eu devo parar de comer frutas? (é, infelizmente é esta a primeira associação que as pessoas fazem).

 Você não deve para de comer frutas, existem outros alimentos mais ricos em frutose descritos abaixo em ordem decrescente da quantidade deste:
- xarope de milho com alta concentração de frutose (leia os rótulos)
- Sacarose (açúcar de mesa)
- açúcar mascavo
- açúcar de cana
- melaço
- mel
- suco concentrado de frutas (consuma as frutas in natura).

Preste atenção em que está comendo e viva melhor, volte a comer alimentos “naturais”, orgânicos, sem passar pelo processo de industrialização, essa ainda é a melhor saída.

Referências bibliográficas:
  • http://www.crn5.org.br/compos.php?m=site.item&item=431&idioma=br
  • http://thevoiceofhealth.info/pt/897247
  • http://inorbt.com/2011/01/03/quatro-motivos-para-evitar-xarope-de-milho-rico-em-frutose/

Autora: Dra. Juliana Pansardi: Nutricionista com pós-graduação em Nutrição clínica funcional, Nutrição esportiva e funcional e pós-graduada em Nutrição ortomolecular.  
Site: www.nutricaoesportes.com.br

Fonte: http://ligadasaude.blogspot.com.br/2012/04/hfcs-high-fructose-corn-syrup-xarope-de.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget