domingo, 25 de agosto de 2013

Por que não usar microondas ? por Dra. Carol Morais

Quem acompanha o blog já percebeu que, quando uso forno, é um elétrico, pequeno e simplesinho mesmo. Mais básico impossível, neah? Não uso o de microondas. Por dois motivos igualmente relevantes, para mim, claro. Primeiro, por causa do gosto que ele deixa da comida, já que sabor é essencial… rs. Segundo, porque ele faz mal, segundo apontam várias pesquisas.

Uma das constatações seria de que ele altera o funcionamento adequado da célula e aumenta o estresse oxidativo (leia-se envelhecimento). Além disso, haveria a perda dos nutrientes, por causa da vibração das moléculas durante a atuação das microondas. Também há estudos que indicam a formação de toxinas depois desse tipo de cozimento. Há ainda a possibilidade de contaminação da comida por radiação.

Como se não fosse pouca coisa, o Guia do Environmental Working Group, – entidade norte-americana que divulga informações sobre saúde pública – se posicionou contra o uso de vasilhas de plástico nesse tipo de forno. Isso porque toxinas cancerígenas podem vazar desse material e juntar-se à comida. (Na verdade, prefiro sempre recipientes de vidro pois os de plástico, mesmo em temperatura ambiente, podem passar para o alimento compostos maléficos à saúde e ao metabolismo, especialmente quando armazenam alimentos líquidos ácidos e gordurosos como por exemplo, molho de tomate ou mesmo café).

Se você ainda não se convenceu aqui vai o trecho de um post da querida Pat Feldman sobre o mesmo assunto. O texto completo você lê aqui.

• O organismo humano não é capaz de metabolizar os subprodutos ainda desconhecidos criados em alimentos aquecidos no microondas.
• Os minerais, vitaminas e nutrientes de todo alimento aquecido em microondas são reduzidos ou alterados, de forma que nosso organismo receba muito pouco ou nenhum benefício desse alimentos ou, pior ainda, o corpo absorve compostos que não conseguem ser quebrados/digeridos apropriadamente.
• Comer alimentos aquecidos em microondas frequentemente causa, a longo prazo, danos cerebrais permanentes, por conta do encurtamento dos impulsos elétricos no cérebro (despolariza ou desmagnetiza o tecido cerebral).
• A produção de hormônios femininos e masculinos é diminuída ou alterada quando se come, com frequência, alimentos aquecidos em microondas.
• Os efeitos do subproduto dos alimentos aquecidos em microondas são permanentes e ocorrem a longo prazo no organismo.
• Os minerais das verduras aquecidas em microondas são alterados e se transformam em radicais livres cancerígenos.
• Alimentos aquecidos em microondas causam câncer no intestino e no estômago. Isso pode explicar o rápido crescimento de casos de câncer de cólon nos últimos anos.
• O consumo prolongado de alimentos aquecidos em microondas faz com que o número de células cancerosas no organismo aumente.
• A ingestão contínua de alimentos aquecidos em microondas causa deficiências no sistema imunológico por conta de alterações na linfa e no sangue.
• Consumir alimentos aquecidos em microondas causa perda de memória, concentração, instabilidade emocional e decréscimo da inteligência.

Trechos de um artigo de Anthony Wayne e Lawrence Newell

Fonte: http://www.falecomanutricionista.com.br/por-que-nao-usar-microondas/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget