sábado, 24 de agosto de 2013

Higiene bucal pobre ou doença gengival são ligadas ao maior risco de Alzheimer

Pessoas com má higiene bucal ou doença gengival podem estar em maior risco de desenvolver a doença de Alzheimer em comparação com aqueles que têm dentes saudáveis.

Pesquisadores da University of Central Lancashire (UCLan), no Reino Unido, descobriram a presença da bactéria Porphyromonas gingivalis nos cérebros de pacientes com demência. O problema foi associado, na maior parte dos casos, com doença crônica periodontal.

Os pesquisadores analisaram 10 amostras do cérebro de pacientes com demência comparadas com 10 amostras cerebrais de pessoas que não desenvolveram a doença.

A análise revelou a presença da Porphyromonas gingivalis nas amostras dos cérebros afetados pela doença de Alzheimer. "Esta bactéria é normalmente encontrada na cavidade oral e entra na corrente sanguínea através de uma variedade de atividades diárias, tais como a mastigação ou escovação dos dentes. No entanto, é mais comum que isto aconteça após tratamento dentário invasivo," afirmam os pesquisadores.

De acordo com o estudo, cada vez que as bactérias entram no cérebro é desencadeado um processo de respostas do sistema imunológico, causando a liberação excessiva de produtos químicos que podem matar os neurônios. Esta atividade pode levar a sintomas como confusão e deterioração da memória (sintomas típicos da doença de Alzheimer).

O estudo se soma a achados prévios de que a doença de Alzheimer está ligada a problemas de saúde oral. Pesquisa da Universidade de Nova York, em 2010, revelou evidências de longo prazo que a inflamação da gengiva esta ligada à doença de Alzheimer, afirmando que a doença periodontal pode aumentar o risco de disfunção cognitiva. Na Universidade do Novo México estudo sugeriu que o vírus herpes simples tipo 1 (HSV-1) foi associado à doença de Alzheimer.

"Enquanto estudos anteriores indicaram uma ligação entre a demência e outras bactérias e vírus como o herpes simples tipo 1, nossa pesquisa indica uma possível associação entre doença periodontal e indivíduos que podem ser suscetíveis a desenvolver a doença de Alzheimer," afirmou John Crean, um dos responsáveis pelo estudo.

Fonte: http://www.sissaude.com.br/sis/inicial.php?case=2&idnot=19078

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget